Evaporadores

When a SWEP BPHE is used as an evaporator, a secondary gas or liquid is cooled as it loses heat to the refrigerant.

O evaporador é um dos componentes essenciais nos sistemas refrigerantes. Quando um BPHE da SWEP é usado como um evaporador, um gás ou líquido secundário é resfriado conforme perde o calor para o líquido refrigerante. O refrigerante entra em ebulição e se converte em gás, absorvendo mais energia. Os evaporadores da SWEP oferecem um processo de ebulição estável com uma pequena diferença de temperatura entre o refrigerante e o fluido secundário. Uma baixa diferença de temperatura significa quem uma temperatura maior de evaporação é possível, o que corresponde a uma alta pressão. A redução da diferença de pressão entre o lado da baixa pressão (evaporador) e do lado da alta pressão (condensador) irá reduzir o uso de energia no compressor. A maior pressão de evaporação também irá aumentar a densidade do gás refrigerante. Para cada movimento, o compressor irá portanto transportar mais refrigerantes através do sistema. O menor consumo de eletricidade e a maior capacidade de refrigeração irá aumentar a eficiência total do sistema (COP).

O processo de evaporação contra pela maioria da área de transferência de calor do evaporador. Embora o superaquecimento somente conta por aproximadamente 5% da absorção total de calor, o processo de aquecimento do gás normalmente consume de 10 a 25% da superfície total de transferência de calor.

A imagem na direita mostra os efeitos do superaquecimento em um evaporador.

Com a operação de um menor superaquecimento (a), há mais superfície ativa disponível para evaporar o refrigerante. O resultado é uma temperatura mais alta de evaporação e COP.

Se ao contrário o evaporador estiver instável, um maior superaquecimento é necessário (c), o que resulta em uma menor temperatura de evaporação e COP.

Os evaporadores da SWEP facilitam a operação estável e eficiente até taxas de fluxo bem baixas do refrigerante e baixo superaquecimento, devido ao nossos sistemas patenteados de distribuição. O dispositivo de distribuição introduz uma queda de pressão na entrada do refrigerante, que assegura alta turbulência do fluxo e um fluxo distribuído por igual sobre o pacote da placa.